“Hoje foi um dia histórico na minha vida. Nunca me imaginei correr ou participar de uma corrida e essa vontade foi com o apoio de todos“. Esse foi o depoimento de Marilene Cardoso, após completar sua primeira corrida, os 6 km da Corrida Equinócio das águas, no dia 29 de março em Macapá-AP. Olha a cara de felicidade da Marilene.
 
O atleta JOSÉ MARIA ARRUDA é o mais novo integrante da família maraturista. Zé Maria, como é popularmente conhecido no circuito de corridas de rua, fechou contrato com a MARATURISTA ASSESSORIA ESPORTIVA para representa-la em eventos nacionais e internacionais de corridas. Além disso, o atleta colocará sua experiência no mundo das corridas a disposição dos demais maraturistas, com presença em treinos e eventos da Assessoria Esportiva. Segundo Marco Aurélio, sócio da assessoria, a contratação do Zé Maria só foi possível graças ao apoio da VEX Construções, Monitor (Posto autorizado VDO), Supermercado Favorito, 2A Importados, Carolina Sebben Nutrição de Alta Performance e Manaus Automotive.
O atleta vinha disputando provas fora do Amapá, mas agora pretende fixar residência no Estado e participar das principais corridas do circuito amapaense. O atletismo do Amapá fica mais fortalecido com a chegada do Zé Maria.     
Considerada uma das belas maratonas do mundo, a MARATONA DO RIO DE JANEIRO está com inscrições esgotadas. A prova que está marcada para o dia 26 de julho, tinha também como opção a distância de 21 km, porém, quem conseguiu, conseguiu e quem não conseguiu, não consegue mais; está esgotada.
Resta ainda uma última chance com as agências credenciadas para o evento. É possível fechar pacote com hospedagem, translado para as largadas e fazer um tour pela Feira Rio Run para retirar seu Kit, além de garantir sua inscrição. Acesse www.lctour.com.br e garanta sua vaga.
 A corrida é um esporte que, além de proporcionar saúde, condicionamento físico e bem estar, fornece momentos de pura beleza, como o da foto abaixo. O Flavio Cavalcante, autor dessa bela imagem, durante a Corrida Cidade de Macapá, ocorrida no dia 08 de fevereiro de 2015, conseguiu captar algo que vem se tornando raro no esporte: uma demonstração de companheirismo, amizade e solidariedade.
A lição que podemos tirar desse singelo gesto das meninas maraturistas é que a corrida não é um esporte onde somente valoriza-se a competitividade e o resultado final da prova. Elas demonstraram que valores como cooperação, amizade, solidariedade e a capacidade de compartilhar e de superar adversidades juntas, estão acima de qualquer disputa competitiva.
A difusão desses valores dentro das corridas de rua, traz benefícios tanto para o desenvolvimento global do praticante, quanto nos demais ambientes nos quais ele está inserido, como a família e grupo de amigos. Uma contribuição do esporte para a melhoria das relações interpessoais na sociedade.
Manhã de domingo chuvosa não foi suficiente para afugentar corredores. É claro que deu aquela “preguiça” básica na hora de levantar, mas o Complexo do Araxá foi invadido pelos corredores. Tudo isso, para participarem da Corrida Cidade de Macapá, que abriu o calendário de corridas do Amapá.
O evento foi realizado pela Coordenadoria Municipal de Esporte e Lazer (COMEL) em parceria com a Federação de Atletismo do Amapá (FAAt), alusivo ao aniversário da cidade de Macapá, que completou 257 anos. Apesar da chuva intensa antes da largada, cerca de 300 atletas participaram da corrida, que teve um percurso de 6,6 km.
O clima agradável, propício à prática da corrida, ajudou na obtenção de boas marcas, tanto para a elite quanto para os amadores. O vencedor foi José Maria Arruda (equipe Porta do Sol), que disparou na liderança e venceu com folgas a prova com o tempo de 20min30s. Em segundo lugar, chegou Aluisio Santos (equipe Beira Rio) marcando 21min57s e em terceiro, Thaison Viana (equipe Porta do Sol), com a marca de 22min26s.

Na categoria feminina, a grande vencedora foi Rosilda Brito, com o tempo de 26min15s. A atleta isolou-se na liderança e não foi incomodada durante todo o percurso. A segunda colocada foi Elaine Gomes, com 30min56s, mais de 4 min depois da primeira colocada. Na terceira colocação chegou Suely Duarte dos Santos, que cruzou a linha de chegada em 31min02s.

______________________________________________

Poesia extraída da página do facebook de Flavio Cavalcante
Por
Flavio Cavalcante
 
No último final de semana, com vários amigos do Foz
do Amazonas e outros grupos de corrida, participei de um concorrido evento
esportivo em homenagem à cidade de Belém, que completou 399 anos em 12 de
janeiro de 2015.
 
A corrida de 10 de quilômetros pela acolhedora
Cidade das Mangueiras, além de permitir uma agradável e divertida convivência
com os amigos, também se apresentou como uma oportunidade para encontrar e
conhecer outras pessoas com o mesmo viciante gosto pelo esporte de rua. E,
claro, serviu ainda para visitar espaços tradicionais da capital paraense, como
o Bar do Parque e o Mercado Ver-o-Peso.
 
Dessa vez, foi no histórico mercado, lugar que
abastece a cidade de gêneros alimentícios e ervas medicinais, que o grupo de
amigos de Macapá mais consumiu. Superou as compras nas lojas de roupas, tênis e
outros acessórios para corridas. No Ver-O-Peso, todos procuraram garrafadas com
produtos energéticos para melhorar o desempenho nas pistas.
 
Os corredores do Amapá foram atraídos para a famosa
barraca da “Socorro Lora”, que há quase 30 anos trabalha no mercado, sucedendo
gerações de erveiras de sua família.  Entre o grupo de atletas se
destacou o carismático Everaldo Romano Palheta, popularmente conhecido por
Kelé, com 64 anos, alfaiate aposentado.
 
Kelé
logo perguntou para a simpática dona da barraca se havia alguma garrafada,
algum fortificante, bom pra corrida. Socorro, desembaraçada vendedora, segurou
uma das garrafinhas penduradas feito cacho, olhou para o aposentado e falou:
 

Tenho aqui o óleo de bota, mano. É só passar no lugar certo que sua moral vai
subir de novo. Subir tanto que é a mulherada que vai correr atrás do senhor… 
 
______________________________________________
Texto extraído do blog Pedra de Clarianã (http://pedradeclariana.blogspot.com.br/)
Quer um bom motivo para correr? Então, lá vai:
A corrida é uma ótima opção para perder peso com saúde comparativamente com outros esportes. Em meia hora de corrida intensa você perde cerca de 391 calorias; pedalando, 277 calorias e jogando tênis, 272 calorias
 
(Dados da Universidade de Dubin – Irlanda).
Início de temporada não marca apenas o retorno à rotina de treinos, mas é a hora também de pensar nas metas para o novo ano. Além de ser uma forma de estabelecer o planejamento para a periodização do treinamento, as metas servem para manter a motivação em alta e o foco para atingir determinado objetivo.
Maratona de Berlim 2014
No meu caso em particular, duas maratonas vão direcionar o treinamento. A intenção é fazer a MARATONA DE ROSÁRIO (Argentina), que acontecerá no dia 28 de junho e, portanto, será a prioridade no primeiro semestre e a MARATONA DE AMSTERDÃ, marcada para o dia 18 de outubro, foco do segundo semestre.
Maratona de Porto Alegre 2014
O Raciocínio é simples. Faço a pré-temporada com um trabalho de base bem longo, cerca de 4 meses, que vai dar condições de enfrentar os dois desafios com possibilidades de boas marcas. O fato de estar focado nesses dois eventos não significa excluir outras provas. Até porque pretendo correr pelo menos duas meias maratonas, uma antes de cada maratona. Mas, como disse, vou concentrar minhas forças nas maratonas, pois 42 km é minha distância favorita.
 
A questão de tempo está em segundo plano, afinal, sou maraturista. Correr e viajar é minha prioridade. 

O ultramaratonista Chris Carver credita a um suco de beterraba sua melhora de performance em uma prova onde ele deveria correr o máximo que pudesse em 24 horas. em sua primeira participação, em 2009, ele correu 225 km. No ano seguinte, 238 km. Segundo o atleta, a única diferença de uma prova para a outra foi o tal suco. “Pesquisas indicam que ele proporciona um aumento de resistência devido ao aumento do óxido nítrico no organismo, reduzindo a necessidade de energia para o trabalho dos músculos”, avalia Noadia. Um copo por dia durante o período de treinos já é suficiente para o bom resultado.

Chris Carver, ultramaratonista britânico
________________________________________________
Texto extraído da revista O2, edição de novembro/2014, no. 139

Conheça mais o Maraturista

Envie-nos um email para tirar suas dúvidas

Somos Credenciados

Credenciado da metodologia Vo2Pro